Diagnóstico





Na maioria dos casos, o diagnóstico pode ser feito baseado na história clínica (incluindo perguntas específicas sobre a dor) e nos sintomas, somado às informações da ocupação no trabalho e nos esportes, e os resultados do exame físico. Durante o exame físico, o ortopedista irá procurar locais mais sensíveis, inchaço, vermelhidão, fraqueza muscular e limitação dos movimentos na área do tendão afetado. Ele também pode pedir para o paciente realizar certos movimentos, como elevar o braço sobre a cabeça ou dobrar o punho. Estes movimentos podem doer, mas eles são muito importantes para ajudar o médico a determinar qual tendão específico foi afetado.

Algumas pessoas podem precisar de exames de sangue para eliminar outras causas de inflamação nas juntas, como a gota e a artrite reumatóide. Radiografias também podem ser feitas para confirmar se não há nenhuma fratura, luxação ou doença no osso. Em pessoas com tendinite de Aquiles, um ultra-som ou uma Imagem de Ressonância Magnética (IRM) podem ser usados para ajudar a avaliar a extensão da lesão do tendão.
Diagnóstico Diagnóstico Editado por Dani Souto on 10:32 Nota: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.