5 causas para a Tendinite do Polegar




Olá! Eu sou a Dani e esse texto fala sobre 5 causas para a Tendinite do Polegar.


A tendinite no polegar é conhecida por diferentes nomes: tenossinovite, tendinite de De Quervain, síndrome de De Quervain e enfermidade de De Quervain. Fritz De Quervain foi o médico suíço que descobriu a doença em 1895. Ela se manifesta principalmente em adultos entre 30 e 50 anos, sobretudo em mulheres.

Como o próprio nome sugere, esse tipo de tendinite surge no tendão que une o polegar ao punho — em geral, a inflamação acomete apenas uma das mãos. A dor, intensificada durante os movimentos, pode ser sentida tanto nessa região como se estender ao antebraço. Um exame físico é necessário para diagnosticar a doença.

Quais são as causas desse tipo de tendinite?

As causas ainda são investigadas, mas os pesquisadores acreditam que elas sejam multifatoriais. Veja, abaixo, a quais fatores e hábitos a inflamação está associada!

Uso excessivo do celular

Os hábitos da vida moderna podem contribuir para o surgimento da tendinite. A inflamação no polegar, em particular, surge em muitas pessoas por causa do uso excessivo do celular. Quem é que não depende do aparelho para quase tudo nos dias de hoje, não é mesmo? Fortalecer os músculos das mãos é importante para prevenir a doença.

Artrite reumatoide

A artrite reumatoide é uma doença inflamatória que atinge as articulações. Ela também é apontada como possível causa da tendinite no polegar conforme o quadro de inflamação evolui. Por ser um fator de risco, é importante adotar hábitos de vida saudáveis e seguir o tratamento à risca para evitar o comprometimento dos tendões.

Movimentos repetitivos

Os movimentos repetitivos são observados principalmente no ambiente de trabalho, em especial em tarefas feitas à mão por um longo período. Com o esforço realizado, o indivíduo pode desenvolver a tendinite de De Quervain. Logo, é de fundamental importância preparar o corpo antes de iniciar as atividades.

Sobrecarga

Os movimentos repetitivos geram traumas diários nos tendões. Se o cordão fibroso não contar com a ajuda dos músculos para "amortecer" o impacto do esforço, o resultado é uma sobrecarga na região. Tal quadro também leva à tendinite de polegar.

Falta de alongamento

Antes de qualquer atividade a ser executada por um longo período ou feita regularmente, em especial as que exigem grandes esforços ou as repetidas, é recomendado alongar o corpo para aquecê-lo, preparando-o para o que vier adiante. Se isso não for feito, as chances de desenvolver tendinite com o passar do tempo aumentam.

Alterações hormonais

As alterações hormonais em mulheres — na gravidez, no pós-parto e na menopausa, por exemplo — favorecem o aparecimento da tendinite no polegar. Por ser confundida com outras doenças, como artrite e artrose, é importante um cuidadoso exame físico para a obtenção de um diagnóstico correto.



Dicas para Profissionais:
  • Guia de Testes Ortopédicos
  • Curso de Agulhamento a Seco (Dry Needling)
  • Curso - Aprenda Auriculoterapia
  • Curso - Aprenda Ventosaterapia

  • Espero que você tenha gostado da abordagem. Segue a gente nas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, e no Youtube. Entre no grupo do Whatsappe no grupo do Telegram

    Deixe seu comentário e nos marque(@Sua Saúde) pra gente ver:

    Nenhum comentário